Projetos para Política de Permanência Estudantil na UFSC

O espaço não existe de maneira estática, mas atua como um elemento que compõe e dá lugar ao tempo e que o tempo o compõe e dá lugar. Ele é o local onde as pessoas vivem e se fazem presentes, forjando laços de memória que criam uma conexão temporal entre o indivíduo e o lugar, consolidando uma dimensão simbólica.

Desta forma, no contexto da política de permanência da UFSC, foram desenvolvidas propostas projetuais que contemplam os espaços necessários, já existentes ou não, no campus trindade, sendo eles a idealização de uma Praça para o Centro de Convivência, assim como a reforma do mesmo, uma reforma e ampliação do Restaurante Universitário, além da proposta de construção de uma nova Moradia Estudantil.

 

O sistema que engloba os projetos parte de uma análise dos eixos que conformam o campus universitário, sobretudo o eixo norte / sul que passa pela Praça da Cidadania e que é usado para distribuir o programa no espaço. Concomitantemente, o entendimento do clima proporcionou a utilização dos ventos para promover melhores qualidades do espaço durante as diferentes épocas do ano.

Para o projeto, a experiência universitária não deve ser entendida apenas como às quatro paredes que conformam salas de aula e laboratórios, mas sim como o conjunto de atividades que permitem o desenvolvimento do acadêmico dentro do espaço, conseguindo abarcar essas pessoas, por mais diferentes que sejam, e permitir, ao mesmo tempo, sua independência, proteção e interação social, conformando uma urbanidade.

Equipe de professores:
Américo Ishida
Ricardo Socas Wiese
Adairton de Souza

Equipe de estudantes:
Fabiana Heidemann
Gabriel Santiago Pedrotti
Giulia Aikawa da Silveira Andrade
Gustavo P. Fontes
Heitor Zendi Yoshioka
Leodi Antônio Covatti
Maria Isabel Meister Ko Freitag
Priscila Ritzmanii Engel
Thiago Steffen Vieira
Umberto Violatto Sampaio
Victor de Carlos Giuliano
Wilson Monteiro de Souza

Início e fim do projeto: 2013